Oficina de Teatro Cego na Caixa Cultural

O Teatro Cego faz parte da programação do primeiro “Gente arteira” de 2017!

A iniciativa tem como intuito celebrar o “Dia Mundial do Braille”, que acontece no dia 4 de janeiro.  São várias ações educativas e oficinas gratuitas que acontecem na CAIXA Cultural São Paulo direcionadas para todas as idades.

O Teatro Cego trabalhará um exercício teatral de forma que sensibilize o ator ou interessado em teatro para a deficiência visual. Experimentar como é estar em cena e usar o corpo para um espetáculo às escuras.

A oficina acontecerá no dia 28 de janeiro, com entrada gratuita!

Fora isso, outras atividades acontecerão no decorrer do mês com intuito de estimular e conscientizar o público interessado sobre a realidade da pessoa com deficiência na sociedade.

A atividade Construindo versões táteis de ilustrações e Fotografias visa estimular os participantes a enxergar possibilidades voltadas para o desenvolvimento de imagens táteis em impressos como fotografias e ilustrações em geral, utilizando-se como recurso: texturas, panoramas contrastantes e tintas em relevo, além de disseminar dicas importantes que devem ser consideradas na hora de criar imagens para serem compreendidas através do tato.

Os participantes também são convidados a participar de um debate sobre o papel da arte na integração da sociedade e na inclusão das pessoas com deficiências físicas.

A oficina de Audiodescrição e criação de recursos de mediação sensorial tem o intuito de provocar o olhar do participante para a acessibilidade em espaços expositivos. A partir de atividades práticas, os participantes desenvolverão descrições para o Museu da Caixa Cultural, ou para um objeto em particular deste museu. Com isso, essa experiência possibilita ao convidado aproximar-se, propor e traçar recursos sensoriais dentro dessa exposição permanente.

A partir do tema escolhido a ser trabalhado no mês de janeiro – “Acessibilidade”, a e quipe educativa também elaborou uma visita sensibilizadora no Museu da CAIXA Cultural.

 

Sobre o Dia Mundial do Braille 
No dia 4 de janeiro é celebrado o Dia Mundial do Braille, sistema de escrita e leitura baseado na percepção pelo tato. A data foi criada em homenagem ao nascimento do criador do sistema, Louis Braille, um jovem francês que ficou cego aos três anos de idade, e cuja invenção mudou a vida de milhões de pessoas em todo o mundo.

A primeira apresentação do braille foi feita por seu autor em 1825. O Sistema Braille é baseado na combinação de seis pontos dispostos em duas colunas e três linhas e permite a formação de 63 caracteres diferentes, que representam as letras do alfabeto, os números, a simbologia científica, musicográfica, fonética e informática.

O Sistema chegou ao Brasil em 1850 pelas mãos de José Álvares de Azevedo, o primeiro professor cego brasileiro. Azevedo tinha deficiência visual desde o nascimento e estudou o método em Paris. No Brasil, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil cegas e seis milhões com baixa visão, segundo dados da fundação com base no Censo 2010, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Serviço
Oficinas gratuitas, de 20 a 30 vagas
Individuais pelo e-mail supervisao.sp@gentearteira.com ou por telefone (11) 3321-4400
CAIXA Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111 – Centro)
Datas: 10 a 28 de janeiro de 2017 (vide programação acima)

Teatro Cego 
28 de janeiro, das 9h30 às 18h30
Público: Atores e atrizes, estudantes de teatro e interessados nessa arte

Mais informações: Caixa Cultural

Leave a reply

Your email address will not be published.

Inscreva-se