Linha do Tempo

Nossa tragetória

2016

2014

Ano de muitas atividades e novidades: Estreia do segundo espetáculo no formato Teatro Cego com a peça Acorda, Amor, no Itaú Cultural e, temporadas no decorrer do ano no Teatro Sergio Cardoso e Rede SESC; O espetáculo Acorda, Amor entra para a programação da 5º Virada Inclusiva com apresentações gratuitas na Rede Sesc; O Teatro Cego circula por cidades do interior de São Paulo com a peça O Grande Viúvo pelo projeto Circulação do Teatro Cego pelo Estado de São Paulo, participando do 1º Movimento Cultural de Itapira e proporcionando a disseminação da arte inclusiva; O Teatro Cego participa do MASI – 1° Mostra Arte Sensorial e Inclusiva de Brasília com o espetáculo O Grande Viúvo; A banda Social Samba Fino realiza diversas apresentações abertas ao público no Centro Cultural de São Paulo, no metrô da Sé, metrô Luz e na praça Patriarca, para a realização do projeto Desde que o Samba é Samba; A Caleidoscópio Comunicação & Cultura promove um encontro com a presença do Vereador e ex-secretário da Cultura Andrea Matarazzo, para debater a Lei Municipal de Incentivo à Cultura Pro – MAC, com 40 produtores culturais e artistas.

2013

Apresentação do espetáculo O Grande Viúvo, na Rede SESC e Fábrica de Cultura; Segunda participação do Teatro Cego na 4º Virada Inclusiva, com apresentações gratuitas na Rede Sesc; O projeto Os Sons da Paz se apresenta no CEU Jaçanã; Gravação do clipe musical Ogum da banda Social Samba Fino;

2012

Um ano de novidades: De forma inédita no Brasil, a Caleidoscópio Comunicação & Cultura apresenta o primeiro espetáculo no formato Teatro Cego com a peça O Grande Viúvo,baseada no conto de Nelson Rodrigues; O Teatro Cego participa da 3º Virada Inclusiva, com apresentações gratuitas na Rede Sesc; Apresentações do projeto Os Sons da Pazno SESC Santos, no Centro Cultural São Paulo e no Parque da Vila Guilherme – Trote.

2011

O espetáculo teatral Feijão com Bacalhau – Desde os Tempos de Cabral fica em temporada nos teatros Brigadeiro e Silvio Romero, ambos em São Paulo; O projeto Jukebox Festival reune em dois dias, bandas alternativas de Rock e música eletrônica no palco do Estúdio Emme, em São Paulo. Apresentando para um público estimado de 1.200 pessoas.

2010

A banda Social Samba Fino junto com Dona Ivone Lara e o DJ Rick Dub fazem shows musicais do projeto Desde que o Samba é Samba e gravam clipes musicais no minhocão, como por exemplo, “Samba a Dois”, “Amante Amado” e “Bom Senso”; As apresentações do espetáculo do projeto Os Sons da Paz atinge teatros da capital paulista e da baixada santista.

2009

Mostrando a cultura brasileira: Temporada do espetáculo Mistura Popular Brasileira; Temporada do projeto Misturinha Brasileira; Musical Brasil; Tem África Aqui; Os Sons da Paz – apresentações resultantes das oficinas oferecidas de forma gratuita no projeto “Os Novos Caminhos da Música”.

2008

Repleto de música: A banda Social Samba Fino grava seu primeiro CD com composições próprias, sambas inéditos e algumas regravações de grandes nomes da música brasileira como Noel Rosa, Nelson Cavaquinho e João Nogueira, contando com a participação de Dona Ivone Lara e Quinteto em Preto e Branco; O projeto Domingos Musicais leva ao público do Parque Vila Guilherme – Trote todos os domingos, uma apresentação ao vivo de um estilo musical diferente, com o choro e a música nordestina, para Terceira Idade e música infantil.

2007

Mostrando a cultura brasileira: Temporada do espetáculo Mistura Popular Brasileira; Temporada do projeto Misturinha Brasileira; Musical Brasil; Tem África Aqui; Os Sons da Paz – apresentações resultantes das oficinas oferecidas de forma gratuita no projeto “Os Novos Caminhos da Música”.

2006

O espetáculo musical Tem África Aqui reune no mesmo palco, música e palestra, com a finalidade de levar ao público o reconhecimento da influência afro-cultural na formação da arte popular e cultura brasileira; O espetáculo Feijão com Bacalhau – Desde os Tempos de Cabral

2005

Este foi um ano de intensa produção, com 3 projetos em circulação: O espetáculo Musical Brasil, que apresenta diferentes momentos da cultura brasileira, por meio da música e da dança; O espetáculo A Música é Assim, que de forma alegre e descontraído aborda com as crianças quais elementos constituem a música: melodia, harmonia e ritmo; Temporada do espetáculo musical Mistura Popular Brasileira, no Teatro Alfredo Mesquita.

2004

Inaugura o projeto Quiz Cultural, um jogo de perguntas e respostas que abrange temas variados como: olimpíadas, água, reciclagem, conhecimentos gerais, arte e Lazer, etc, no qual é totalmente direcionado a escolas e faculdades, proporcionando um aprendizado com entretenimento, de forma simultânea; Ainda em 2004 acontece uma temporada no Teatro Eva Wilma do projeto Misturinha Brasileira.

2003

Tudo começa oficialmente aqui: Instigados pelo sucesso do espetáculo Mistura Popular Brasileira, os irmãos Luiz Mel e Paulo Palado formam uma sociedade na produtora Caleidoscópio Comunicação & Cultura, iniciando suas atividades com o projeto Misturinha Brasileira, um espetáculo infantil com muita música popular e literatura, levando um grande conhecimento para as crianças, abordando temas como a reciclagem e a cidadania.   Tudo começa oficialmente aqui: Instigados pelo sucesso do espetáculo Mistura Popular Brasileira, os irmãos Luiz Mel e Paulo Palado formam uma sociedade na produtora Caleidoscópio Comunicação & Cultura, iniciando suas atividades com o projeto Misturinha Brasileira, um espetáculo infantil com muita música popular e literatura, levando um grande conhecimento para as crianças, abordando temas como a reciclagem e a cidadania.

1999

Em 1999 dois irmãos, Luiz Mel e Paulo Palado, uniram-se na elaboração do espetáculo Mistura Popular Brasileira, que integra no mesmo palco a música popular brasileira, dança e teatro. Uma grande novidade para a época.